sábado, 22 de novembro de 2014

RICARDO SEMLER: NUNCA SE ROUBOU TÃO POUCO

Ricardo Semler (*) na Folha de S.Paulo

Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito.

Não há no mundo dos negócios quem não saiba disso. Nem qualquer um dos 86 mil honrados funcionários que nada ganham com a bandalheira da cúpula.

Os porcentuais caíram, foi só isso que mudou. Até em Paris sabia-se dos "cochons des dix pour cent", os porquinhos que cobravam 10% por fora sobre a totalidade de importação de barris de petróleo em décadas passadas.

Agora tem gente fazendo passeata pela volta dos militares ao poder e uma elite escandalizada com os desvios na Petrobras. Santa hipocrisia. Onde estavam os envergonhados do país nas décadas em que houve evasão de R$ 1 trilhão –cem vezes mais do que o caso Petrobras– pelos empresários?

Virou moda fugir disso tudo para Miami, mas é justamente a turma de Miami que compra lá com dinheiro sonegado daqui. Que fingimento é esse?

Vejo as pessoas vociferarem contra os nordestinos que garantiram a vitória da presidente Dilma Rousseff. Garantir renda para quem sempre foi preterido no desenvolvimento deveria ser motivo de princípio e de orgulho para um bom brasileiro. Tanto faz o partido.

Não sendo petista, e sim tucano, com ficha orgulhosamente assinada por Franco Montoro, Mário Covas, José Serra e FHC, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país.

É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer presidente. Com bandalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo.

Votei pelo fim de um longo ciclo do PT, porque Dilma e o partido dela enfiaram os pés pelas mãos em termos de postura, aceite do sistema corrupto e políticas econômicas.

Mas Dilma agora lidera a todos nós, e preside o país num momento de muito orgulho e esperança. Deixemos de ser hipócritas e reconheçamos que estamos a andar à frente, e velozmente, neste quesito.

A coisa não para na Petrobras. Há dezenas de outras estatais com esqueletos parecidos no armário. É raro ganhar uma concessão ou construir uma estrada sem os tentáculos sórdidos das empresas bandidas.

O que muitos não sabem é que é igualmente difícil vender para muitas montadoras e incontáveis multinacionais sem antes dar propina para o diretor de compras.

É lógico que a defesa desses executivos presos vão entrar novamente com habeas corpus, vários deles serão soltos, mas o susto e o passo à frente está dado. Daqui não se volta atrás como país.

Ilustração - Tendências e Debates de 21 de novembro de 2014
A turma global que monitora a corrupção estima que 0,8% do PIB brasileiro é roubado. Esse número já foi de 3,1%, e estimam ter sido na casa de 5% há poucas décadas. O roubo está caindo, mas como a represa da Cantareira, em São Paulo, está a desnudar o volume barrento.

Boa parte sempre foi gasta com os partidos que se alugam por dinheiro vivo, e votos que são comprados no Congresso há décadas. E são os grandes partidos que os brasileiros reconduzem desde sempre.

Cada um de nós tem um dedão na lama. Afinal, quem de nós não aceitou um pagamento sem recibo para médico, deu uma cervejinha para um guarda ou passou escritura de casa por um valor menor?

Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido.

O lodo desse veneno pode ser diluído, sim, com muita determinação e serenidade, e sem arroubos de vergonha ou repugnância cínicas. Não sejamos o volume morto, não permitamos que o barro triunfe novamente. Ninguém precisa ser alertado, cada um de nós sabe o que precisa fazer em vez de resmungar.

(*) RICARDO SEMLER, 55, empresário, é sócio da Semco Partners. Foi professor visitante da Harvard Law School e professor de MBA no MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA)*

BRASIL: LÍDER MUNDIAL EM GERAÇÃO DE ENERGIA EÓLICA


Do portal CERNE Press

Com fator de capacidade médio mais de 50% maior que o de países europeus e dos Estados Unidos, Brasil é líder no aproveitamento dos parques eólicos na produção de energia elétrica

No último mês de setembro, a capacidade instalada das usinas eólicas em operação no Brasil atingiu a marca de 3.870MW. O montante representa uma expansão de 85% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a capacidade atingiu 2.095MW. Os dados foram divulgados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O destaque continua sendo para os parques eólicos do nordeste, que somaram, em setembro, capacidade de 2.998 MW, representando 77,4% de toda a capacidade eólica do país.

“O vento brasileiro e do Nordeste, em especial, é algo único para a energia eólica. Aqui temos os melhores fatores de capacidade do mundo!”, comemora o diretor setorial de eólicas do CERNE, Milton Pinto.

Os dez parques eólicos mais produtivos do mês de setembro estão todos localizados no Ceará, com fatores de capacidade entre 67,1% e 80,8%.

O fator de capacidade médio do segmento ficou em 48%, colocando o Brasil à frente de países europeus e Estados Unidos, onde o fator chega a 30%.

FPSO CIDADE DE ILHABELA ENTRA EM OPERAÇÃO, NO CAMPO DE SAPINHOÁ, NO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS



Entrou em operação, na quinta-feira (20/11), o navio-plataforma Cidade de Ilhabela, instalado no campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos. A nova unidade faz parte do conjunto de projetos de produção programados para este ano pelo nosso Plano de Negócios e Gestão para o período de 2014 a 2018.

A plataforma Cidade de Ilhabela é uma unidade do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo). A unidade foi contratada em 30 de março de 2012 ao consórcio QGOG/SBM e seu casco foi convertido a partir de um navio petroleiro no estaleiro CXG, na China. Já a integração dos módulos da planta de processo foi realizada no Estaleiro Brasa, em Niterói (RJ).

O navio-plataforma foi ancorado em local onde a profundidade de água é de 2.140 metros, na direção do litoral de São Paulo, a cerca de 310 km da costa. A plataforma terá capacidade de produzir até 150 mil barris de petróleo por dia (bpd), comprimir até 6 milhões de m³/dia de gás natural e armazenar 1,6 milhão de barris de petróleo. Além disso, tem capacidade de injeção de 180 mil barris de água por dia. O poço 3-SPS-69, o primeiro em operação, tem potencial de produção de 32 mil bpd. O petróleo produzido no campo de Sapinhoá é de excelente qualidade – em média 290 API – e será escoado por navios aliviadores.

O escoamento da parcela do gás não utilizado para reinjeção no campo será feito pelo gasoduto Sapinhoá-Lula-Mexilhão até a Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato (UTGCA), localizada em Caraguatatuba, no litoral paulista. Nove poços produtores e sete poços injetores serão conectados ao Cidade de Ilhabela. A previsão é que o pico de produção seja atingido no segundo semestre de 2015.

O conteúdo local estimado para o desenvolvimento do campo de Sapinhoá é acima de 55%, superior ao conteúdo local mínimo estabelecido pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), de 30%. O FPSO teve 13 dos seus 18 módulos da planta de processo construídos no Brasil: três na EBSE-Nuclep, em Itaguaí (RJ), e dez no estaleiro Brasa, em Niterói (RJ).

A produção no campo de Sapinhoá começou em janeiro de 2013, com a interligação do poço 1-SPS-55 ao FPSO Cidade de São Paulo (Piloto de Sapinhoá), com capacidade de produzir até 120 mil bpd.

Operamos (45%) o campo de Sapinhoá em parceria com a BG EΠBrasil Ltda (30%) e Repsol Sinopec S.A. (25%).

Características técnicas:

Capacidade de produção: 150 mil bpd
Capacidade de tratamento de gás natural: 6 milhões de m³/dia
Capacidade de armazenamento: 1,6 milhão de barris de petróleo
Alojamento: 140 pessoas
Lâmina d’água: 2.140 metros

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

CONFERÊNCIA DE EDUCAÇÃO REÚNE QUATRO MIL PESSOAS EM BRASÍLIA



Após reunir mais de 775 mil pessoas durante a etapa municipal/intermunicipal e 23 mil delegados na fase estadual/distrital, a Conferência Nacional de Educação (Conae 2014) conta, de quarta-feira (19/11) a domingo (23/11), em Brasília (DF), com quatro mil participantes para discutir os rumos da educação no país. Durante a cerimônia de abertura, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República (SG-PR), Gilberto Carvalho, referenciou cada uma das pessoas que trabalhou na construção desse processo.

“A conferência nacional é uma das expressões mais fortes da necessária participação popular em todas as formas de governo”, discursou o ministro. Carvalho lamentou a ausência de alguns parlamentares no evento que durante cinco dias vai debater as propostas para subsidiar a implementação do Plano Nacional de Educação (PNE), com indicação de responsabilidades, corresponsabilidades, atribuições concorrentes, complementares e colaborativas entre os entes federados e os sistemas de ensino. “Queria que estivessem aqui todos os deputados que aprovaram um decreto para derrubar a Política Nacional de Participação Social, para que conheçam os resultados de um evento como este”, afirmou.

O ministro considerou natural que setores da elite brasileira se coloquem contra a forma de abrir os governos, os ministérios, para a participação social. E reconheceu que há uma tentativa de terceiro turno. “O que está em jogo, não sejamos ingênuos, não é o mandato da presidenta Dilma. O que está em jogo é a tentativa de impedir que essa lógica de colocar o Estado aberto à sociedade continue”.

CAPOEIRA PODERÁ SER RECONHECIDA COMO PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE


Grupo Capoeira Axé em apresentação de Guamaré

Comitê da Unesco anuncia a decisão na próxima quarta (26), em Paris. Prática já é considerada patrimônio cultural pelo Iphan

Dança, luta e símbolo de resistência, a capoeira de roda poderá ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Na próxima quarta-feira (26), em Paris, o Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural e Imaterial da Unesco anuncia sua decisão.

Foram feitos 46 pedidos de registro pelos Estados-Membros, sendo que 32 foram recomendados pelo órgão técnico do comitê, entre os quais está o da capoeira – o único apresentado pelo Brasil e um dos três bens da América Latina na lista.

HOSPITAL MANOEL LUCAS DE MIRANDA DE GUAMARÉ, VAI CONTAR COM UM CENTRO CIRÚRGICO E UM CENTRO DE RECUPERAÇÃO OPERATÓRIO


Segundo informações do Blog Todo Guamareense, no início de dezembro deste ano, o Hospital Manoel Lucas de Miranda de Guamaré vai contar com um Centro Cirúrgico e um Centro de Recuperação Operatório equipados com  melhores equipamentos que há no mercado.

O titular do Blog Todo Guamareense Irimar Ferreira, consegui as informações a partir de uma entrevista com o Secretário de Saúde Dr Adriano Diógenes. 

"O centro já está pronto e já solicitamos a visita da SUVISA ( Superintendência de Vigilância em Saúde) para emitir o alvará de funcionamento. A previsão é que nos próximos dias seremos atendidos, assim sendo nossa previsão será para o inicio de Dezembro", disse Adriano, ao blogueiro 

Ainda, durante a entrevista com Irimar Ferreira, Adriando falou da satisfação do prefeito Hélio em realizar mais um sonho para a população de Guamaré "O Prefeito Helio nos falou de sua felicidade por está realizando esse sonho que a muito tempo era esperado pela população guamareense".

No fechamento da postagem, Erimar Ferreira parabenizou os dois gestores - o prefeito Hélio e o secretário Adriano - pelo benefício para população. "Isso mostra desenvolvimento, mais saúde e respeito por todos. Ao prefeito Hélio parabenizo por sua luta e ao secretário por seu desempenho para entregar um beneficio que nos falta valor real para citar. Todos da Secretaria de Saúde estão de parabéns! ", disse o blogueiro que também é funcionário do Hospital 

Leia a matéria completa acessando o Blog Todo Guamareense

Algumas imagens (*) do Centro Cirúrgico em Guamaré



 (*) Fotos de Irimar Ferreira.

PRÊMIOS NÃO RECLAMADOS DAS LOTERIAS FEDERAIS PODERÃO IR PARA FUNDO NACIONAL DE SAÚDE



Os recursos de prêmios não reclamados das loterias federais administradas pela Caixa Econômica Federal (CEF) podem sair do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para integrar o Fundo Nacional de Saúde (FNS). É o que propõe o Projeto de Lei do Senado 313/2011, de autoria do senador Paulo Davim (PV-RN), que será avaliado em reunião da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), na terça-feira (25), a partir das 11h.

Os prêmios da loteria prescrevem em 90 dias se não forem retirados por seus ganhadores. De acordo com a Lei 10.260/2001, que rege o Fies, 30% da renda líquida das loterias administradas pela CEF constituem receitas do fundo educacional, assim como os prêmios não procurados dentro do prazo. O projeto de Davim retira do Fies apenas o dinheiro dos prêmios não reclamados.

Relatora da matéria na CE, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirma que a iniciativa de Paulo Davim tem o mérito de buscar ampliar os recursos à disposição do Sistema Único de Saúde (SUS), com vistas a garantir o direito da população a esse serviço básico.

GOVERNOS SE COMPROMETEM COM AÇÕES PARA ERRADICAR FOME E SUBNUTRIÇÃO



Promover ações para erradicar a fome e prevenir todas as formas de subnutrição no mundo e aumentar os investimentos para ações efetivas na melhoria da alimentação foram alguns dos compromissos firmados por chefes de Estado reunidos na 2ª Conferência Internacional sobre Nutrição, realizada pela FAO, órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Agricultura e a Alimentação. O evento, que terminou hoje (21) em Roma, reuniu representantes de 170 países. 

A Declaração de Roma sobre Nutrição, firmada pelos chefes de Estado durante o evento, destaca a importância de ações para prevenir particularmente a desnutrição, a baixa estatura, o baixo peso e o sobrepeso em crianças abaixo de 5 anos, bem como a anemia em mulheres e crianças. O documento também aborda a crescente tendência de sobrepeso e obesidade e de doenças relacionadas à alimentação. 

No encerramento do encontro, o diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano, disse que é hora de assumir o desafio de garantir nutrição adequada a todos e acabar com a fome. "A desnutrição é a causa número 1 de doenças no mundo. Se a fome fosse uma doença contagiosa, nós já teríamos a cura", ressaltou. Os governantes também firmaram um quadro, listando 60 ações que os governos podem incorporar nas suas políticas nacionais de nutrição, saúde, agricultura, educação. 

O papa Francisco participou da conferência, pedindo que políticos de todo o mundo vejam os problemas de alimentação e nutrição como questões públicas globais. “Quando a solidariedade falta em um país, isso é sentido em todo o mundo”, disse Francisco. 

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, chefiou a delegação brasileira que foi ao evento, com cerca de 40 pessoas, entre representantes do governo, parlamentares e da sociedade civil. O ministro ressaltou que os resultados positivos conquistados nas últimas décadas no Brasil são fruto do alinhamento de políticas sociais, de saúde e educação, combinadas com a política econômica e de proteção social.

GUAMARÉ É RECONHECIDA PELAS 12 MELHORES REALIZAÇÕES DAS SEMANAS DO BEBÊ NO BRASIL


Selecionado pelo Unicef entre os 12 municípios para participar da II Mostra Internacional das Semanas do Bebê, que foi realizada no dias 18, 19 e 20 em Belém, capital do Pará, Guamaré conquistou o reconhecimento pelo o Unicef pelo trabalho e políticas públicas implantadas no municipio voltadas para a criança e o adolescente.

O momento mais especial do evento, que coroou o trabalho da equipe do Selo Unicef de Guamaré, foi a entrega ao Prefeito Hélio da Placa de reconhecimento ao município de Guamaré pelas 12 melhores e exitosas realização das Semanas do Bebê em nosso País.


Guamaré participou da II Mostra Internacional das Semanas do Bebê, apresentando as experiências e o trabalho feito para alcançar e elevar a qualidade das políticas públicas voltadas para a atenção à primeira Infância, como também mostrando que a gestão do Prefeito Hélio que vem priorizando como meta de governo a criança e o adolescente. 



quarta-feira, 19 de novembro de 2014

DATAPREV PRORROGA INSCRIÇÕES DO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014


A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) divulgou a prorrogação das inscrições do Concurso Público nº 01/2014, que possui 4.019 vagas de cadastro reserva distribuídas entre cidades como Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Natal (RN), São Paulo (SP), Boa Vista (RR) e Palmas (TO), entre outras que podem ser conferidas no edital de abertura.

Sendo assim, os pedidos de participação serão recebidos até 20 de novembro de 2014, pelo site da organizadora, www.quadrix.org.br, mediante o preenchimento do formulário disponível na página e recolhimento das taxas nos valores de R$ 50,00 ou R$ 80,00. Com a alteração, algumas datas de etapas subsequentes também foram modificadas.

Os cargos a serem preenchidos são de níveis médio e superior, com remunerações variáveis de R$ 3.129,73 a R$ 6.395,39, sendo que nesses valores estão inclusos adicional de atividade e auxílio-alimentação. As jornadas de trabalho são de 4h, 6h ou 8 horas diárias, conforme a função.

As atividades de nível médio são de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho e Técnico de Segurança do Trabalho, que além da escolaridade, requerem cursos técnicos específicos e registro profissional.

Já para candidatos com formação superior, estão disponíveis os cargos de Engenheiro de Segurança do Trabalho, Médico de Segurança do Trabalho, Analista de Processamento e Analista Tecnologia da Informação, sendo que o último apresenta postos em áreas como Advocacia, Comunicação Social, Engenharia Civil, Gestão de TIC, Web Design, entre outras.

Todos os candidatos serão submetidos a provas objetivas e discursivas, previstas para serem aplicadas no dia 14 de dezembro de 2014, em 26 capitais estaduais e no Distrito Federal. Além disso haverá prova de títulos para os inscritos às atividades de nível superior.

CHEFES DAS FORÇAS ARMADAS RECHAÇAM PEDIDOS DE VOLTA DOS MILITARES AO PODER

Do blog Tijolaço

As manifestações para que os militares voltem ao poder no Brasil são rechaçadas com veemência pelos comandantes das Forças Armadas. “Os militares estão totalmente inseridos na democracia e não vão voltar. Isso eu garanto”, disse à coluna o almirante Julio Soares de Moura Neto, comandante da Marinha.

A QUEM INTERESSA?

“Não sei quem anda inventando isso [manifestações pela volta dos militares ao poder], mas não faz o menor sentido. Os militares só voltam em seu papel institucional, que é o que têm hoje”, completa Moura Neto.

EXTREMISTAS

“São opiniões de extremistas”, diz o tenente-brigadeiro Juniti Saito, comandante da Aeronáutica. “[A volta dos militares] é algo impossível de acontecer. Só quem poderia tentar fazer isso é o pessoal da ativa [das Forças Armadas]. E, como nós não queremos nada nesse sentido, não há a menor chance de essas ideias evoluírem.”

NADA SÉRIO

“Nós vivemos há muitos anos em um ambiente de absoluta normalidade”, reforça o comandante do Exército, general Enzo Peri.

“Vejo essas manifestações com naturalidade, mas elas não devem ter qualquer outra conotação”, diz ele.



COPEL ADQUIRE 134,4 MW EM PROJETOS EÓLICOS NO RN


Localizados no Rio Grande do Norte, a ideia é comercializar essa energia no A-5

A Copel anunciou nesta segunda-feira (17/11) a compra do Complexo Eólico Santos, localizado no município de São Bento do Norte, no Rio Grande do Norte. Formado por seis parques, as usinas somam 134,4MW de capacidade instalada, resultando em 54,8MW médios.

A expectativa da Copel é comercializar essa energia no leilão A-5, agendado para o dia 28 de novembro. "Os projetos estão localizados na mesma região geográfica dos Complexos Eólicos pertencentes à Copel e que estão em fase de construção, o que proporcionará ganhos de sinergia na estrutura administrativa e de operação e manutenção", disse a companhia, por meio de comunicado ao mercado.

Com a aquisição, a geradora passa a ter 545,4 MW em potencial de capacidade instalada em projetos eólicos, além de 526,1 MW de capacidade instalada em construção.

EMPREITEIRAS: UM HISTÓRICO DE ESCÂNDALOS QUE ABALA O PAÍS HÁ DÉCADAS



Reportagem dos anos 80 da revista 'Veja' já trazia extenso levantamento de casos de corrupção

Os mesmos escândalos e seus protagonistas já citados pelo Jornal do Brasil em diversas reportagens e editoriais vêm destruindo o país e abalam seu povo sofrido há mais de 60 anos.

Senão, vejamos:

Em 20 de maio de 1987, a revista Veja publicou extensa reportagem, que não leva assinatura mas que se deve creditar ao diretor de redação e à sua equipe, que é uma verdadeira obra-prima sobre a corrupção que havia naquele momento.

Em 1987, o Brasil só tinha 120 milhões de habitantes, segundo o IBGE. Levando-se em consideração que 10% desta população morreu, pode-se chegar à conclusão de que, hoje, metade dos brasileiros sequer ouviu falar dos escândalos citados na reportagem. E é bom que conheçam.

Também em 1987, no dia 13 de maio, o jornalista Jânio de Freitas, em um furo de reportagem publicado na Folha de S. Paulo, revelava que havia sido fraudulenta e determinada por corrupção a concorrência pública, cujos resultados o governo havia divulgado na noite anterior, para construção da ferrovia Maranhão-Brasília (ou Norte-Sul).

O texto da reportagem Veja cita até Juscelino Kubitschek quando diz: "Nos últimos vinte anos, o desenvolvimentismo do qual a maior expressão foi o presidente Juscelino Kubitschek transformou construtoras antes muito modestas em potências de nível internacional (...) O fenômeno é tanto maior quanto se sabe que a Andrade Gutierrez tinha um único trator nos anos 40, quando ela foi criada".

O JB, dando crédito à revista Veja, publica a seguir a magnífica reportagem. O que se deve perceber no texto é a importância que os donos de construtoras tinham com o presidente da República no período desses escândalos. O que há de se salientar no governo atual é que a promiscuidade que havia entre presidente da República e presidentes de empreiteiras sofreu um downgrade para presidentes de estatais e presidentes de empreiteiras. A "qualidade" da corrupção piorou muito no aspecto ético.



VENCEDORAS DE LEILÃO RECEBEM AUTORIZAÇÃO DA ANEEL PARA INICIAR EÓLICAS NO NORDESTE


A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou dois consórcios vencedores no leilão número 10/2013 a iniciarem seus empreendimentos, conforme publicado no Diário Oficial da União. Os empreendimentos em questão são a EOL Arara Azul, em João Câmara (RN) do Consórcio Arara Azul, e a EOL Ventos de Angelim, do Consórcio Ventos de Angelim, em Acaraú (CE). As eólicas têm 27.500 kW e 24.00 kW de capacidade instalada, respectivamente.

O Consórcio Arara Azul – liderado por Furnas, com 90% do empreendimento, seguida da Eólica Tecnologia, que detêm 7%, Ventos Tecnolgia, com 2,99%, e Central Eólica Arara Azul, detentora de apenas 0,01 -, tem até o dia 8 de novembro para receber a licença de instalação e até o dia 1º de janeiro de 2018 para a 11ª e última unidade geradora iniciar sua operação comercial.

O Consórcio Ventos de Angelim deve obter a licença de instalação de instalação até 14 de agosto de 2016 e sua 12ª e última unidade geradora tem que estar em operação comercial até o dia 16 de dezembro de 2017. O consórcio é formado Furnas, com 90% do empreendimento, seguida da Eólica Tecnologia, que detêm 7%, Ventos Tecnolgia, com 2,99%, e Central Eólica Angelim, detentora de apenas 0,01%.

PESQUISA AFIRMA QUE BRASIL TEM 'CURSOS' PARA FORMAÇÃO DE CIBERCRIMINOSOS



A Trend Micro lançou nesta semana um estudo bastante revelador, que traça o submundo do crime digital no Brasil. Intitulado The Brazilian Underground Market, o relatório afirma que o nosso país é o único a manter, secretamente, cursos para formação de cibercriminosos, com preços que variam de R$ 120 a R$ 1.500 e voltados para o ensino de ataques a bancos, fraudes contra usuários e ataques de phishing.

De acordo com a pesquisa, um dos grandes focos da atuação dos hackers por aqui é garantir que até mesmo usuários com pouco conhecimento técnico possam concretizar golpes. Assim, eles não apenas realizam os já citados cursos de formação, como também vendem ferramentas prontas para que os interessados possam realizar, eles mesmos, ataques contra internautas desprevenidos.

E os preços são mais baixos do que você pode imaginar. “Produtos” como um software que envia spam por SMS, por exemplo, saem por R$ 499, enquanto listas de telefones para envio de mensagens ou ligações com golpes custam R$ 750, dependendo do tamanho da cidade. A criação de uma página de phishing, que simula o sistema de um banco para obtenção de dados, tem valor estimado em R$ 100. Mas existem também opções mais baratas, como geradores de cliques e curtidas em redes sociais (R$ 20) ou credenciais válidas de cartões de crédito para a realização de compras em nomes de outras pessoas, que saem por R$ 90.

Existem ainda alternativas um pouco mais complexas. Por R$ 400, um kit chamado "Bolware" é capaz de modificar o código de barras de boletos bancários, redirecionando os pagamentos realizados para terceiros. Pelo mesmo valor existem softwares geradores de números de cartões de crédito, nem sempre válidos, mas que podem criar sequências a partir dos algoritmos usados para a produção legítima dos validadores.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

CRESCE NÚMERO DE MUNICÍPIOS COM RISCO DE EPIDEMIA DE DENGUE


O número de municípios que correm risco de ter uma epidemia de dengue subiu de 125 para 135, de acordo com atualização do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (Liraa) divulgada, hoje (18), pelo Ministério da Saúde. Já os municípios considerados em alerta para a doença passaram de 552 para 612.

As cidades classificadas como em situação de alerta apresentam larvas do mosquito entre 1% e 3,9% dos imóveis pesquisados, enquanto as que se enquadram em situação de risco mostram índices superiores a 3,9%.

“O chamado Mapa da Dengue identifica os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor da doença, proporcionando informação qualificada para a atuação das prefeituras nas ações de prevenção”, destaca o documento.

De acordo com o levantamento, Rio Branco (AC) é a única capital em situação de risco, com índice de 4,2. Treze capitais estão em situação de alerta - Boa Vista (RR), Palmas (TO), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Cuiabá (MT), Vitória (ES), Maceió (AL), Natal (RN), Recife (PE), São Luís (MA), Aracaju (SE), Belém (PA) e Porto Velho (RO). Manaus, no Amazonas, e Fortaleza, no Ceará, ainda não apresentaram seus dados ao governo federal.

Nas regiões Norte e Sul, 42,5% e 47,3%, respectivamente, dos focos do mosquito estão no lixo. No Nordeste e no Centro-Oeste, o armazenamento de água é a principal fonte de preocupação, com 76,5% e 40,9%, respectivamente. Já o Sudeste tem no depósito domiciliar o principal desafio, com taxas de 58,2%.

O JORNALISTA RICARDO BOECHAT COLOCOU FHC EM SEU LUGAR



O jornalista Ricardo Boechat comentou nesta segunda-feira, dia 17, no seu programa na Band News FM a Operação Lava Jato realizada pela Polícia Federal. O jornalista afirma que sempre houve gente roubando na Petrobras, independentemente da gestão – foi assim em todos os últimos governos que passaram pelo Palácio do Planalto. 

O comentário de Boechat ganhou repercussão imediata no meio político em todo País. As afirmações passaram a ser pauta de conversas ao longo do dia no meio político especialmente em São Paulo e Brasília. 

“O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso veio a público para dizer que sentia vergonha do que estava acontecendo na Petrobras. Eu queria fazer a seguinte observação: Acho que ele [Fernando Henrique Cardoso] está sendo oportunista quando começa a sentir vergonha com a roubalheira ocorrida na gestão alheia. É o tipo de vergonha que tem memória controlada pelo tempo. A partir de um certo tempo para trás ou para frente você começa a sentir vergonha, porque o presidente Fernando Henrique Cardoso é um homem suficientemente experiente e bem informado para saber que na Petrobras se roubou também durante o seu governo. 'Ah, mas não pegaram ninguém!” Ora presidente! Dá um desconto porque só falta o senhor achar que na gestão do Sarney não teve gente roubando na Petrobras. Na gestão do Fernando Collor não teve gente roubando na Petrobras. Na gestão do Itamar Franco não teve gente roubando na Petrobras. A Petrobras sempre teve em maior ou menor escala denúncias que apontavam desvios. Eu ganhei um Prêmio Esso em 89 denunciando roubalheira na Petrobras. […] A Petrobras sempre foi vítima de quadrilhas que operavam lá dentro formada por gente dos seus quadros ou que foram indicados por políticos e por empresários, fornecedores, empreiteiras. Então essa vergonha do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é sim uma tentativa de manipulação política partidária da questão policial”, disse Boechat. 

Quanto às manifestações que ocorreram durante o final de semana, Boechat acha válido que o cidadão se manifeste contra ou a favor dos governos e criticou o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff e a intervenção militar no País. "Eu acho mais o que saudável que as pessoas se manifestem politicamente. Contra e a favor do Governo. Eu acho muito bom que se manifestem contra principalmente porque governos sob pressão tendem a ser mais claros, objetivos, focados no interesse coletivo, mas acho que pegar essas manifestações para vender a ideia de que está se trabalhando um impeachment, ou se pedindo um impeachment da presidente Dilma é tão ridículo quanto estar nessas manifestações para pedir a volta a ditadura militar. Quem está pedindo o impeachment, mesmo que não peça a volta da ditadura militar está trabalhando com o mesmo DNA golpista, o mesmo tipo de idiotice, de imbecilidade, porque a Dilma, queiram ou não, foi eleita legitimamente não pelos nordestinos como parte deles prefere de forma neurótica e preconceituosa propagar, mas pelos mineiros que Aécio Neves governou, cariocas e fluminenses que jamais foram dados a votar em governantes da situação. Então ela foi eleita pela maioria dos votos do Brasil. Pronto, acabou, vira essa página e vamos em frente”, comentou Boechat. 

Assista, abaixo, o comentário de Boechat:


PEQUENOS PRODUTORES DE EXTREMOZ CONHECEM BENEFÍCIOS DA CRIAÇÃO DE TILÁPIA



“Fizemos um empréstimo pelo Banco do Nordeste e pagamos a primeira parcela somente com a venda de peixe”, comemora o produtor Antônio Maurício.

Um grupo de pequenos produtores familiares de 15 municípios das regiões de São José de Mipibu e João Câmara conheceu duas experiências bem sucedidas na zona rural de Extremoz, voltadas à criação de tilápia em cativeiro. A iniciativa marca o início das atividades da Chamada Pública da Aquicultura, concorrência que teve como vencedora em nível estadual a Emater-RN, cujo objetivo é oferecer a esse público a assistência técnica necessária para desenvolver e ordenar a atividade no Rio Grande do Norte.

A agenda foi coordenada pela instituição em parceria com a Prefeitura Municipal de Extremoz e o Sindicato de Produtores Rurais do município na terça-feira (11/11). Os participantes se reuniram com a diretoria e técnicos da Emater-RN, com o fiscal do Ministério da Pesca e Aquicultura, engenheiro Andrews Luiz de Araújo, representantes do Banco do Nordeste, do sindicato e da prefeitura, momento em que foram passadas informações iniciais sobre as atividades a serem desenvolvidas com a chamada pública.

Depois, o grupo visitou duas propriedades nas comunidades do Carão e Comum, pertencentes a produtores pronafianos, cuja produção de tilápia é considerada o diferencial. “Nosso objetivo com a chamada pública é fortalecer a cadeia da aquicultura do estado. A produção em cativeiro é um filão”, explicou o zootecnista da Emater-RN, Edson Zumba.

A chamada pública da aquicultura é uma iniciativa do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e prevê investimentos até R$ 1,5, milhão durante dois anos. A Emater fará um levantamento e diagnóstico de produtores que tenham até dois hectares de viveiros, oferecendo assistência técnica para incrementar a produção. A meta é beneficiar 600 famílias que vivam da produção aquícola ou tenham interesse em iniciar a atividade.

De acordo com Andrews Araújo, do MPA, a aquicultura no RN ainda é marcada pela informalidade, situação que tende a ser modificada com a chamada pública. “Calcula-se que existam entre 1000 e 1.500 aquicultores no estado, mas somente 100 são devidamente registrados”.

RICARDO NOBLAT: TODA DITADURA É NOJENTA!


Não existe ditadura ruim ou boa. Toda ditadura é abominável, seja civil ou militar. Ela desperta os instintos mais primitivos dos que a exercem.

Nada há de absurdo em se discutir o eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff no rastro do escândalo da Petrobras.

Em um regime democrático, a Constituição prevê que o Congresso pode, sim, derrubar o presidente da República. Foi o que aconteceu com o ex-presidente Fernando Collor no final de 1992.

Acusado de roubar e de ter deixado roubar, Collor despachou uma carta para o Congresso renunciando ao cargo. O Congresso, simplesmente, ignorou a carta e cassou seu mandato. Assumiu Itamar Franco, o vice-presidente.

Em momento algum correu perigo a ainda frágil democracia instalada no país depois de 21 anos de ditadura militar.

Muito bem. Só que não há por enquanto nenhum motivo, sequer um pretexto razoável, para que se cogite a queda da presidente.

Goste-se ou não, Dilma foi legitimamente reeleita. Derrotou Aécio Neves por uma diferença superior a três milhões de votos. O próprio Aécio telefonou para ela parabenizando-a.

Não se pode impedir ninguém de pregar o impeachment. Nem mesmo de pregar um golpe militar.

O extraordinário da democracia é que ela garante a liberdade até mesmo dos que se opõem a ela.

Mas quem tenha o mínimo de responsabilidade política e social não pode ouvir calado os que incitam ao ódio e à quebra da legalidade. Por asco, dessa gente eu quero distância.

Este país já teve ditadura de mais e liberdade de menos.

E quem provou na pele a violência do estado de exceção ou apenas ouviu falar das várias maneiras como ela se manifestou, está obrigado a dar testemunho para que isso jamais se repita. Jamais.

COPEL ADQUIRE PROJETOS EÓLICOS DO COMPLEXO EÓLICO SANTOS, NO RN



A companhia paranaense de eletricidade Copel informou nesta segunda-feira que adquiriu 100 por cento dos projetos do Complexo Eólico Santos, pertencentes à RPE Energia, localizados no Rio Grande do Norte.

O Complexo Eólico Santos é composto por seis parques eólicos, cuja energia está prevista para ser comercializada no 20º Leilão de Energia Nova (A-5) previsto para 28 de novembro, disse a empresa em comunicado ao mercado.

De acordo com a Copel, os projetos estão localizados na mesma região geográfica dos complexos eólicos pertencentes à Copel e que estão em fase de construção, "o que proporcionará ganhos de sinergia na estrutura administrativa e de operação e manutenção".

A Copel não informou o valor da operação. Com a aquisição, a empresa passa a ter 545,4 MW em potencial de capacidade instalada em projetos eólicos, além de 526,1 MW de capacidade instalada em construção.